sexta-feira, 18 de agosto de 2017

O rei vai nu, mas quer fazer-nos acreditar que anda em fato de gala!

O saneamento básico e a rede de esgotos no concelho Marvão

Passados 31 anos desde a entrada de Portugal na União Europeia e a existência de diversos quadros de apoio comunitário para financiar a resolução destas situações, o concelho de Marvão continua com gravíssimos problemas na sua rede de esgotos, havendo mesmo diversos sítios onde continuam a correr a “céu-aberto”.

Veja-se, a título de exemplo, a foto em baixo, tirada a jusante da fossa séptica da localidade dos Barretos.





Tal como sucede em alguns locais da zona sul, a maior parte da encosta norte do concelho, entre a Abegoa e a Beirã, vive da modalidade de “fossas sépticas” (particulares e camarárias) em estado avançado de degradação; a ETAR do Tragasal funciona com graves deficiências; e a solução encontrada recentemente para a Beirã nada resolve.

A fauna, a flora, a rede de lençóis de água degradam-se ao longo de anos e anos de incúria, o cheiro é insuportável e, atrevemos-nos a dizer, aqui está um grave problema de saúde pública para o qual tem que se encontrar uma solução global.

Há mais de 20 anos que todas as candidaturas autárquicas vencedoras (8 anos de Manuel Bugalho - PS e 12 anos de Vítor Frutuoso - PSD) diagnosticaram este problema, prometeram a sua resolução nos diversos programas eleitorais (basta consultar), mas, até à data, se a situação não piorou, podemos afirmar, com elevado grau de certeza, que não melhorou.

Com exceção da candidatura do Marvão para Todos, todas as outras candidaturas às próximas eleições autárquicas têm responsabilidades nesta situação. E essas responsabilidades ultrapassam, em todas, mais de uma dezena de anos e de vários mandatos.

Urge resolver esta situação! O Marvão para Todos, se vier a ser governo nas próximas eleições autárquicas do dia 1 de Outubro, terá este problema como PRIORITÁRIO.

                                    A Coordenação da Candidatura do Marvão para Todos 

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

José Vaz é o candidato do Movimento Independente Marvão para Todos a Presidente da Junta de Beirã.


José Vaz tem 56 anos, nasceu na localidade de Barretos, freguesia de Beirã, é casado e pai de 2 filhos. Foi ao longo da sua vida profissional militar da GNR onde atingiu o Posto de Cabo-Mor, comandou o posto da corporação no concelho de Marvão, está actualmente na situação profissional de “reserva”.

José Vaz está ligado ao movimento associativo no Grupo Desportivo Arenense onde é membro da Direcção e responsável pela Secção de futsal; já foi candidato a Presidente de Junta da Freguesia de Beirã em 2013, é membro da Assembleia de Freguesia da Beirã e aceitou agora o desafio de ser o candidato do Movimento Independente Marvão para Todos à sua freguesia de naturalidade.





José Vaz aceitou este desafio à frente de uma vasta equipa de candidatos à Assembleia de Freguesia, constituída pelas seguintes pessoas:

- João Neves da Paz, 68 Anos, Técnico Oficial de Contas;
- Maria Batista Lopes Viegas, 66 anos, Aposentada;
- António Manuel Martins Mousinho, 57 Anos, Pedreiro;
- Elsa Maria Costa Branco da Paz, 47 Anos, Auxiliar de Serviços Gerais;
- Maria José Nabeiro Martins Andrade, 69 Anos, Reformada;
- Carlos José Neves Pereira, 46 Anos, Pedreiro;
- José João Seco Antunes, 50 Anos, Pintor;
- António José Maurício Fontelas, Operário Fabril;
- José Marias Viegas Costa, 41 Anos, Padeiro;
- Sílvia Cristina Batista Magro, 28 Anos, Auxiliar de Serviços Gerais;
- Helena Cristina Nunes da Silva, 22 Anos, Auxiliar de Saúde;
- João Daniel Cardoso Nabeiro, 22 Anos, Desempregado;
- Fernando Miguel Gaspar Andrade, 20 Anos, Estudante.


Esta candidatura não é contra ninguém, é uma alternativa independente e democrática para a freguesia de Beirã e respeitará todas as outras alternativas. Entre outras medidas esta candidatura propõe-se a: